Nohan Gomes

Descubra Como Usar os Nós HTTP do N8N

Procurando automatizar tarefas? Use nós HTTP do n8n para interagir com APIs e melhorar processos online.

Se você está procurando um jeito eficiente de automatizar tarefas online e tem interesse em tecnologias de automação, o N8N é uma ferramenta que pode oferecer o que você precisa. Especialmente poderosos dentro desta plataforma estão os nós HTTP, que permitem a integração com inúmeras APIs e serviços web.

O que são os Nós HTTP do N8N?

Nós HTTP no N8N são basicamente componentes que possibilitam o envio e a recepção de requisições HTTP(S). Estas requisições podem ser usadas para interagir com APIs, recuperar dados de websites, fazer postagens em redes sociais, entre outras atividades.

Por que Usar Nós HTTP?

Antes de entrar na parte técnica, vale a pena entender os benefícios desses nós. Eles são essenciais para quem busca:

  • Automatizar interações com qualquer serviço web que ofereça uma API.
  • Melhorar a eficiência e velocidade de processos que dependem de informações da Internet.
  • Reduzir erros manuais ao automatizar tarefas repetitivas.

Usar nós HTTP é fundamental para simplificar e escalar operações em qualquer negócio que dependa de dados externos.

Configurando Seu Primeiro Nó HTTP

Agora, vamos ao que interessa: como você pode começar a usar nós HTTP no N8N. Aqui está um guia passo a passo simplificado:

  • Acesso ao N8N: Primeiramente, acesse a plataforma N8N. Pode ser online ou através de uma instalação local.
  • Criação de um Novo Fluxo de Trabalho: No dashboard do N8N, clique em criar um novo fluxo de trabalho.
  • Adicionar e Configurar o Nó HTTP:
    • Selecione e arraste o nó HTTP para o espaço de trabalho.
    • Clique no nó para abrir as configurações.
    • Defina o método HTTP (GET, POST, etc.), a URL alvo, e quaisquer cabeçalhos necessários.
  • Teste sua Configuração: Antes de finalizar, use a função de teste do N8N para verificar se tudo está configurado corretamente.
  • Ative o Fluxo de Trabalho: Após configurar e testar, ative o fluxo de trabalho para que ele comece a funcionar automaticamente.
  • Monitoramento: Fique de olho no desempenho do seu fluxo de trabalho e faça ajustes conforme necessário.

Nó HTTP conectado a Webhook no N8N.

GET, POST, PUT e DELETE

Na automação de processos utilizando o n8n, os métodos GET, POST, PUT e DELETE têm papéis cruciais na interação com APIs e serviços web através dos nós HTTP. Vamos explorar cada um desses métodos para entender melhor suas diferenças e como eles são utilizados no contexto do n8n:

Método GET

  • Função: O método GET é utilizado para solicitar dados de um recurso especificado. É um dos métodos mais comuns e serve para recuperar informações.
  • Uso no N8N: No N8N, você usaria um nó HTTP configurado para GET quando precisar buscar dados, como informações de usuário, status de um pedido, ou dados públicos disponíveis via API. O GET é usado apenas para leitura de dados, sem efeitos colaterais (não altera nada no servidor).

Método POST

  • Função: O POST é usado para enviar dados para criar um novo recurso. Ele é frequentemente utilizado para enviar dados de formulários, fazer uploads de arquivos ou mesmo criar novos registros em uma base de dados através de uma API.
  • Uso no N8N: No N8N, um nó HTTP configurado para o método POST pode automatizar tarefas como registrar um novo usuário em um aplicativo, enviar informações para um sistema de CRM, ou postar um novo comentário ou postagem em redes sociais.

Método PUT

  • Função: O PUT é usado principalmente para atualizar recursos existentes. Se o recurso não existir, ele pode criar um novo, mas seu uso principal é para atualizações.
  • Uso no N8N: Em um fluxo de trabalho no N8N, você pode usar o método PUT para atualizar dados existentes, como modificar um perfil de usuário, atualizar um registro em um banco de dados ou mudar o status de uma ordem de serviço. É crucial que você especifique de maneira precisa o recurso que está atualizando para evitar efeitos indesejados.

Método DELETE

  • Função: Como o nome sugere, o método DELETE é usado para deletar recursos especificados.
  • Uso no N8N: Você pode utilizar um nó HTTP com DELETE no N8N quando precisar automatizar a remoção de recursos, como deletar um usuário de um sistema, remover um arquivo de um servidor ou cancelar um pedido ou subscrição.
  • Segurança e Responsabilidade: Dependendo do método e da natureza da requisição, diferentes considerações de segurança devem ser levadas em conta (e.g., não usar GET para passar informações sensíveis como senhas, já que URLs podem ser logadas em diversos lugares).
  • Idempotência: GET, PUT e DELETE são considerados idempotentes, o que significa que realizar a mesma requisição várias vezes resultará no mesmo estado do servidor. POST não é idempotente, pois cada requisição pode criar um novo recurso.

Ao usar os nós HTTP no N8N com esses diferentes métodos, você pode automatizar uma ampla gama de interações com sistemas externos de forma eficaz e eficiente, construindo fluxos de trabalho robustos que atendem exatamente às suas necessidades de automação. É importante entender bem esses métodos para implementar automações que sejam não só poderosas, mas também seguras e responsáveis.

Por dentro do nó HTTP do N8N

Usando Header, Query e Body

Quando você trabalha com nós HTTP no N8N, ou em qualquer outra ferramenta de automação e desenvolvimento que faça uso de requisições HTTP, é essencial entender as diferenças entre header, query e body. Cada um desses componentes desempenha um papel diferente na estrutura de uma requisição HTTP. Vamos explorar o que cada termo significa e como eles são usados no contexto dos nós HTTP:

Header (Cabeçalho)

  • Função: Os headers HTTP são usados para enviar informações adicionais junto com a requisição ou resposta HTTP. Eles podem definir como os dados devem ser processados, informar o tipo de conteúdo, autenticar uma requisição, entre outras funcionalidades.
  • Exemplos Comuns:
    • Content-Type: Determina o formato dos dados do corpo da requisição (por exemplo, application/json, text/html).
    • Authorization: Utilizado para estratégias de autenticação, como tokens Bearer ou Basic Auth.
    • User-Agent: Identifica o software cliente que está fazendo a requisição à rede.
  • Uso no N8N: No N8N, quando configurar um nó HTTP, você poderá adicionar headers personalizados dependendo da necessidade da API com a qual está interagindo. Isso é crucial para garantir que suas requisições sejam processadas corretamente e com segurança pela API destino.

Query (Consulta)

  • Função: Os parâmetros de consulta, frequentemente chamados de query parameters ou query strings, são opções adicionadas à URL da requisição. Eles são utilizados para filtrar, ordenar, ou influenciar os resultados da requisição com base em critérios definidos.
  • Exemplo:
    • Em uma URL como http://api.exemplo.com/produtos?categoria=livros&ordem=preco, os parâmetros de consulta são categoria=livros e ordem=preco.
  • Uso no N8N: Ao fazer uma requisição GET (ou outros métodos, quando aplicável) com o nó HTTP do N8N, você pode acrescentar parâmetros de consulta diretamente na configuração do nó para personalizar os dados que está requisitando.

Body (Corpo)

  • Função: O body da requisição é utilizado para enviar dados relevantes à API. É principalmente usado em métodos HTTP como POST e PUT, onde você está enviando dados (como um objeto JSON) para criar ou atualizar recursos.
  • Exemplos Comuns:
    • { “nome”: “João”, “idade”: 30 }: Um corpo de requisição em formato JSON enviado para adicionar um novo usuário.
  • Uso no N8N: No nó HTTP do N8N, se você estiver fazendo uma requisição POST para criar um registro ou PUT para atualizar, precisará configurar o body com os dados que deseja enviar. Você configuraria o formato (como JSON) e o conteúdo desse corpo na interface do N8N.

Entender estas três componentes de uma requisição HTTP — header, query e body — é fundamental para configurar corretamente suas automações no N8N, garantindo que comunicam eficazmente com as APIs. Com a compreensão adequada, você pode manipular dados, autenticar requisições e enviar ou receber as informações corretas, conforme necessário para seus fluxos de trabalho automáticos.

Os nós HTTP do N8N são uma ferramenta extremamente útil e flexível que pode transformar a maneira como você e seu negócio interagem com o mundo digital. Com a prática e a exploração das possibilidades que esses nós oferecem, você pode elevar significativamente a eficiência dos seus processos.

Gostou do guia? Compartilhe este artigo nas redes sociais e inscreva-se na nossa newsletter em para receber mais conteúdos como este! A automação está ao seu alcance, aproveite as oportunidades que o N8N oferece!

Com esse conhecimento inicial, você está no caminho certo para explorar ainda mais as funcionalidades dessa poderosa ferramenta de automação. Experimente, teste e descubra o quanto você pode otimizar suas atividades diárias com os nós HTTP do N8N!

Compartilhe:

Relacionados

Saiba antes

de todo mundo!

Newsletter

Gratuita e completa